Alerta para os não vacinados

A vacina contra covid aumenta muito a proteção, dando ao organismo mais anticorpos para combater o vírus. Nesta matéria mostraremos como os “não vacinados” estão mais sujeitos às formas graves da doença.




Vacina e covid


Desde o surgimento da pandemia de covid-19 vivemos uma onda de desinformação. As fake news foram um grande problema, além do radicalismo de algumas pessoas e políticos que negaram a doença, inclusive incentivando a população a tomar medicação sem comprovação científica e fazendo o desserviço de desestimular o uso de máscaras.


Felizmente, a grande maioria das pessoas decidiu se vacinar e a imunização já acontece em massa no país. Mas, o que nos chama a atenção são os estudos mais recentes que mostram como os não vacinados estão bem mais sujeitos à infecção e às formas graves da doença.



Quem não tomou a vacina


Pessoas que ainda não tomaram a vacina têm até 11 vezes mais chances de morrer por covid. Essa conclusão é fruto de um estudo feito pelo renomado CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos.


O levantamento foi divulgado após análise de 600 mil casos no país, entre os meses de abril e julho deste ano.


Diante desse novo cenário científico, é mais que comprovado que a vacina funciona e está salvando muitas vidas.


No Brasil, após a onda de vacinação, os casos diminuíram consideravelmente e as mortes também. Ainda não é hora de deixar de se cuidar (higienizar as mãos, usar máscaras e evitar aglomerações). Mas, com todos vacinados, poderemos, sim, vislumbrar uma realidade muito parecida com a que tínhamos antes disso tudo começar.