Amamentar

Em agosto, é celebrada a Semana Mundial do Aleitamento Materno: uma campanha para se falar sobre o assunto e explicar os benefícios do leite materno para os bebês. Nesta matéria falaremos disso.




Benefícios da amamentação


O leite materno é o primeiro alimento a ser consumido por um recém-nascido. Ele traz todos os nutrientes que o bebê precisa para crescer saudável, além de fortalecer seu sistema imunológico e favorecer o crescimento e desenvolvimento.


O leite da mãe também é de fácil digestão para a criança. E isso é muito importante, porque facilita a absorção ideal de nutrientes e incentiva o organismo do neném a querer mais uma porção daquele alimento.


Ele reduz cólicas, previne anemias, evita diarreias, ajuda no desenvolvimento do sistema nervoso, previne a obesidade e alergias. A sucção do leite junto ao peito da mãe também é benéfica, pois auxilia na formação da arcada dentária.



Deve-se amamentar crianças de até que idade?


Estudos apontam que o leite materno pode ser administrado tranquilamente até os 2 anos de idade. O problema é que as mães estão suspendendo precocemente a amamentação. A estimativa é que apenas 25% das crianças tem acesso ao leite materno até os 2 anos de idade. Naturalmente, isso interfere negativamente em todas as questões levantadas no tópico anterior.


Quando a amamentação ocorre até a idade indicada, as chances de se ter um filho com mais saúde são bem maiores. A Organização Mundial da Saúde, inclusive, divulgou uma informação bem incômoda: se todos os bebês fossem amamentados nos seus dois primeiros anos, seria possível salvar a vida de mais de 800 mil crianças por ano.


Dizer se o seu filho estará nessas estatísticas é impossível. Mas, prevenir e administrar o leite é perfeitamente possível e aconselhável. Faça sua parte e contribua para o bem-estar de nossas crianças.