top of page

Cálculos Renais e Cálculos Amigdalianos: Tipos de Pedras e Prevenção

Você já deve ter ouvido falar nas pedrinhas que o nosso corpo produz. Entenda melhor sobre esse assunto.



Cálculos


Nosso corpo é um sistema complexo que, às vezes, pode formar "pedras" em locais inesperados, como nos rins e na garganta. Essas pedras, conhecidas como cálculos renais e cálculos amigdalianos, podem causar desconforto significativo e problemas de saúde. Entender os tipos de pedras que nosso corpo produz e como preveni-las é essencial para manter uma boa saúde.


Cálculos renais


Cálculos renais são formações sólidas que se desenvolvem nos rins a partir de substâncias presentes na urina. Os tipos mais comuns de cálculos renais incluem:


Cálculos de oxalato de cálcio: o tipo mais comum, formado quando o cálcio se combina com o oxalato na urina. A ingestão excessiva de oxalato (encontrado em alimentos como espinafre e nozes) e a baixa ingestão de líquidos podem contribuir para sua formação.


Cálculos de fosfato de cálcio: geralmente associados a condições como a hiperparatireoidismo, onde há um excesso de produção de cálcio.


Cálculos de ácido úrico: formam-se quando a urina é muito ácida, muitas vezes devido a uma dieta rica em purinas (presentes em carnes vermelhas e frutos do mar).


Cálculos de estruvita: comuns em pessoas com infecções urinárias recorrentes. Estes cálculos crescem rapidamente e podem se tornar bastante grandes.


Cálculos de cistina: raros e geralmente causados por um distúrbio genético que faz com que os rins excretem muita cistina, um aminoácido.


Prevenção dos Cálculos Renais:


Hidratação: beber bastante água é a medida preventiva mais eficaz. Manter-se bem hidratado dilui a urina e impede a formação de cristais.


Dieta balanceada: reduzir a ingestão de alimentos ricos em oxalato, moderar a ingestão de sal e proteínas animais, e aumentar o consumo de frutas e vegetais pode ajudar.


Controle de saúde: monitorar e gerenciar condições subjacentes, como diabetes e hipertensão, que podem contribuir para a formação de cálculos.


Suplementação adequada: tomar suplementos de cálcio durante as refeições pode ajudar a prevenir a formação de cálculos de oxalato de cálcio.


Cálculos amigdalianos


Cálculos amigdalianos, ou tonsilólitos, são pequenas formações calcificadas que se acumulam nas criptas das amígdalas. Eles são compostos de detritos como células mortas, muco e bactérias, que se acumulam e endurecem com o tempo. As características desses cálculos incluem:


Composição: predominantemente compostos de cálcio, mas podem conter outros minerais e resíduos orgânicos.


Tamanho e sintomas: geralmente pequenos, mas podem causar desconforto na garganta, mau hálito (halitose), e dificuldade para engolir quando grandes ou numerosos.



Prevenção dos cálculos amigdalianos


Higiene oral: manter uma boa higiene bucal, incluindo escovar os dentes e a língua, usar fio dental e enxaguantes bucais, pode ajudar a prevenir a formação de cálculos.


Hidratação e alimentação: beber muita água e evitar alimentos que estimulam a formação de muco podem ajudar a manter as amígdalas limpas.


Gargarejos: fazer gargarejos com água salgada morna ou soluções antimicrobianas pode ajudar a remover detritos das criptas amigdalianas.


Cuidados médicos: para pessoas com problemas persistentes, a remoção das amígdalas (tonsilectomia) pode ser considerada como uma solução definitiva.


Conclusão


Tanto os cálculos renais quanto os cálculos amigdalianos resultam da acumulação de substâncias que, em excesso, podem cristalizar e formar pedras. A chave para evitar essas formações está na prevenção, que inclui a manutenção de bons hábitos de hidratação, dieta e higiene. Monitorar e ajustar esses fatores de risco é essencial para reduzir a probabilidade de desenvolver essas pedras dolorosas e incômodas. Manter-se informado e buscar orientação médica adequada pode ajudar a prevenir e manejar eficazmente esses problemas de saúde

תגובות


bottom of page