Câncer de próstata

Um tipo de câncer muito falado em novembro, por conta da campanha Novembro Azul, o adenocarcinoma de próstata vitima homens a todo tempo e deve ser investigado sempre, independente do mês. Entenda como essa doença surge e age no organismo masculino.




A próstata


A próstata é uma glândula do sistema genital masculino, localizada na frente do reto e embaixo da bexiga. O tamanho da próstata varia de acordo com a idade. Em homens mais jovens, ela tem aproximadamente o tamanho de uma noz, mas pode ser muito maior em homens mais velhos.


A função da próstata no organismo masculino consiste em produzir um fluido protetor e nutridor aos espermatozoides. Esse fluido também é responsável por tornar o sêmen mais líquido. Atrás da próstata, estão as glândulas que produzem a maior parte do líquido para o sêmen. A uretra, que transporta esse líquido até o pênis, passa por dentro próstata.



O câncer na região


Esse tipo de câncer, naturalmente, é exclusivo dos homens e geralmente se manifesta a partir dos 50 anos, sendo mais comuns por volta dos 65 anos. Ele pode ser fatal se não tratado a tempo.


É uma doença que se manifesta através de alguns sintomas como: dor ao urinar, micção frequente, dificuldade para manter a ereção, sangue presente na urina ou sêmen. Em estágios avançados, também causa fraqueza nos ossos das pernas e dormência nos pés.



Como evitar o câncer de próstata


O adenocarcinoma de próstata pode se desenvolver ao longo de décadas. O estilo de vida e o fator hereditário podem ter influência, mas é impossível precisar se o problema aparecerá e quando. Por isso é tão importante fazer, anualmente, o exame do toque retal para a prevenção da doença.


Para muitos homens, esse é um exame constrangedor. Mas, isso não passar de um preconceito desnecessário, que impede muita gente de se cuidar. Deixar de fazer o exame é o mesmo que se expor à sorte.


Os homens sem histórico do problema na família devem fazer o exame a partir dos 50 anos. Os de etnia ou descendência africana devem fazer a partir dos 45 anos. E aqueles que possuem histórico familiar devem se submeter ao toque a partir dos 40 anos.