As cores de março

#câncer #prevenção #coresdemarco


O azul-marinho e o lilás são as cores escolhidas para o alerta nesse mês de março. Elas se referem aos cânceres colorretal e de colo de útero.



Câncer colorretal


O azul-marinho foi a cor escolhida para conscientizar sobre o câncer colorretal, um dos mais comuns no mundo e que, só em 2018, registrou quase 2 milhões de casos.


A probabilidade de se contrair esse tipo de câncer gira em torno de 5%, um número relativamente alto. Por isso é tão necessário falar sobre conscientização e prevenção.


Sintomas e prevenção sobre o câncer colorretal


Um câncer que se desenvolve no intestino grosso (cólon) ou em sua porção final (no reto). Pessoas com alto consumo de álcool, alimentação desregrada e sobrepeso têm mais chance de desenvolver a doença.


A colonoscopia é o exame utilizado na prevenção secundária (screening) do câncer colorretal. Sempre foi recomendado para homens e mulheres a partir dos 50 anos, independente de fatores de riscos individuais, devendo ser realizado a cada 10 anos. Porém, recentemente, a Sociedade Americana de Oncologia antecipou o início da realização do exame para 45 anos.


Importante lembrar que a prevenção primária consiste em manter hábitos saudáveis de vida. Praticar exercícios físicos, não fumar, não beber em excesso e ter uma alimentação saudável são atitudes bem funcionais.


Câncer de colo de útero


Representado pela cor lilás, o câncer de colo de útero é a quarta maior causa de morte por câncer em mulheres.


Ele também abre a discussão sobre a necessidade da prática segura do sexo, já que o vírus HPV, sexualmente transmissível, é o grande responsável pelo surgimento desse tipo de câncer.


Sintomas e prevenção sobre o câncer de colo de útero


Há casos em que a doença não se manifesta no início, por isso os exames ginecológicos preventivos são tão importantes. Quando os sintomas surgirem, é importante ficar atenta a dores abdominais, sangramento vaginal, sangramento após relações sexuais, menstruação irregular, fadiga, perda de peso sem motivo e náuseas.


Para se prevenir contra esse tipo de câncer é importante não deixar de usar preservativo e sempre fazer o Papanicolau, exame que ajuda a detectar a infecção causada pelo HPV e possíveis alterações no colo do útero. Esse é um exame que deve ser feito pelas mulheres sexualmente ativas, com idade superior a 25 anos, em intervalos iniciais de 12 em 12 meses. Se dois exames seguidos apresentarem bons resultados, o exame pode voltar a ser feito após 36 meses.