Dormir mal engorda

Você ganhou peso recentemente? Como está o seu sono? Duas perguntas que, aparentemente, não têm relação uma com a outra, estão mais interligadas do que você imagina. Entenda melhor nesta matéria.




Estamos dormindo menos?


Você também tem essa sensação de que está dormindo cada vez menos? Pesquisas mostram que a humanidade está dormindo cerca de 2 horas a menos, quando se compara com o ritmo do sono de 50 anos atrás.


Quando se dorme menos que 7 horas por noite, os riscos para o aparecimento de diversas doenças aumentam, consideravelmente. Problemas cardiovasculares e diabetes são alguns exemplos do que pode ser, negativamente, influenciado pela ausência de sono. Assim como o aumento de peso, que tem até 8x mais chances de acometer a pessoa que dorme mal.



Aumento de peso e a privação do sono


Enquanto dormimos, funções importantes para o nosso corpo continuam acontecendo, como a liberação de hormônios e a regulação do metabolismo. A falta de sono favorece o aumento dos níveis de grelina (hormônio da fome) e redução dos níveis de leptina (hormônio da saciedade). Consegue imaginar as consequências? Haverá um aumento do apetite e da ingestão de alimentos (inclusive durante o dia), o que levará ao aumento de pesos e do risco de aparecimento de doenças metabólicas associadas à obesidade.


Outro problema está ligado ao cortisol, hormônio fundamental para o funcionamento do corpo. Em casos de estresse e privação do sono, há mais cortisol no organismo, provocando retenção de líquido e acúmulo de gordura. Além disso, quando não dormimos corretamente, o corpo fica em estado de alerta, mantendo elevado o nível desse hormônio. Há então um conflito. O cortisol não sabe mais quando é dia ou noite e, por isso, diminui drasticamente a queima calórica, pois entende que é preciso guardar energia.


Dormir bem é fundamental para vários aspectos da saúde. Se você não está com um sono reparador, converse com seu médico e estudem sobre o que pode ser feito. Adote também uma higiene do sono, que consiste em práticas saudáveis antes de se deitar, como evitar mexer no celular e ingerir alimentos pesados.