O que não fazer no período pós-parto

Após dar à luz, muitas dúvidas surgem em meio a uma transformação hormonal da mulher. Nesta matéria você entenderá sobre essa nova fase da vida e o que fazer diante de algumas questões internas.




Puerpério


O período pós-parto, também chamado de puerpério, traz muitas novidades e mudanças que podem mexer com o lado físico e psicológico da mãe. É um momento de descobertas, do primeiro contato com a novidade da maternidade.


Em meio a isso, o corpo passa por alterações hormonais, emocionais e físicas. A maioria das mulheres relatam alterações que indicam queda brusca de hormônios. Há também o processo de descida do leite, a eliminação de líquidos e fluidos corpóreos.


Preparar-se para essa fase é fundamental. Exercícios físicos próprios para gestantes são uma ótima dica.



O que não fazer no pós-parto


Algumas coisas estão sempre ao alcance e podem trazer mais tranquilidade para esse momento.


A primeira delas é: não se importe demais com os comentários e palpites. Parece bobagem, não é? Mas a mãe durante o puerpério fica mais vulnerável e frágil emocionalmente. Dar ouvidos a sugestões de familiares e amigos sobre como cuidar do bebê ou sobre a vida pessoal da mãe ou do casal nem sempre é uma boa escolha. Saiba filtrar e abstrair.


Outra dica ótima: não compare seu corpo. Cada organismo é único e cada mulher reagirá de forma diferente ao parto. Não fique desejando voltar ao corpo de antes rapidamente, cada pessoa tem seu próprio tempo. Respeite isso.


Evite também fazer comparações sobre seu bebê ou o momento que está passando. Existem bebês mais calmos e existem mães que se adaptam mais facilmente à nova rotina. O seu bebê, a sua rotina e a sua vida são diferentes de todas as outras mesmo. E tudo bem.


Caso sinta necessidade, busque orientações profissionais com sua obstetra, com o pediatra do bebê ou com alguma terapeuta.