Por que algumas pessoas são canhotas?

Você já se perguntou por que há pessoas destras e canhotas? A ciência tenta explicar esse fato. Leia a matéria sobre essa curiosidade e entenda algumas peculiaridades da vida dos canhotos.




É uma questão hereditária?


No mundo há uma média de 15% de canhotos, ou seja, cerca de 1,5 bilhão de pessoas. A ciência já fez alguns estudos para entender essa peculiaridade, mas nenhum conclusivo ou irrefutável.


É possível afirmar que o cérebro de destros e canhotos são diferentes. Em pessoas canhotas, por exemplo, o hemisfério direito, que controla o lado esquerdo do corpo, é mais ativo e também tem a função de gerenciar atividades relacionadas a organizações espaciais e raciocínios matemáticos. Nos destros, a predominância nesse hemisfério são os estímulos como as emoções, a fala, o reconhecimento de imagens e a criatividade artística e musical.


Um estudo realizado pelo Canadá e Dinamarca, sugeriu que mães que tiveram gravidezes turbulentas, apresentavam mais chances de desenvolver um filho canhoto.


Outra questão influente estudada por neurologistas americanos está relacionada com o nível de testosterona no organismo da mãe, durante a gestação. Quanto maior o índice desse hormônio, maior a chance da criança ser canhota. E assim também se revela quando a mãe é mais velha.


No que diz respeito à hereditariedade, ainda não há uma conclusão final, mas é nítido que ela influencia. Estimam-se que 75% dos filhos de pais canhotos podem nascer com o lado esquerdo dominante.