Setembro Amarelo

Essa é uma campanha nacional promovida pela Associação Brasileira de Psiquiatria e o Conselho Federal de Medicina, desde 2014. Tem como principal objetivo alertar e prevenir a prática do suicídio.




O suicídio em números


Estimam-se que há pelo menos 12 mil suicídios ao ano no país. Isso significa que são mais de 30 pessoas tirando a própria vida, diariamente, no Brasil.


Entre os indivíduos que se matam, quase 97% possuíam algum tipo de transtorno, como depressão, bipolaridade e uso abusivo de substâncias como álcool e drogas. Esses dados nos levam a crer que são casos evitáveis, se tratados previamente. Por isso é tão importante falar abertamente sobre o tema e sobre a necessidade de se buscar ajuda.


No próximo dia 10 de setembro, acontece oficialmente o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha de prevenção e valorização da vida existe o ano inteiro.



CVV


O CVV (Centro de Valorização à Vida) é um órgão não-governamental que atua em favor da prevenção de suicídios. Atendem 24 horas por dia, 7 dias por semana, às ligações feitas para o número 188. Pessoas que estão desmotivadas, depressivas, com problemas graves, prestes a atentar contra a própria vida podem ligar para esse Centro e conversar abertamente com os profissionais que estão lá para escutar e orientar.


A ligação é totalmente gratuita e pode ser realizada através de telefone fixo ou celular. E as conversas são sigilosas.


A instituição existe desde 1962 e realiza uma média de 3 milhões de atendimentos ao ano. São mais de 4 mil voluntários aptos a ajudar, espalhados por todos os estados da nação, além do Distrito Federal.


Junto aos atendimentos, o CVV desenvolve, em todo o país, outras atividades relacionadas a apoio emocional, com ações abertas à comunidade que estimulam o autoconhecimento e melhor convivência em grupo e consigo mesmo. A instituição também mantém um hospital que atende pessoas com transtornos mentais e dependência química no interior de São Paulo.