Como o organismo se adapta em quem troca o dia pela noite

Manter uma rotina saudável é fundamental para nosso bem-estar. O sono regular é uma das necessidades do nosso organismo. Mas, e quem tem uma rotina diferente e precisa trocar o dia pela noite, como o corpo se adapta? Entenda.




Relógio biológico


Relógio biológico é expressão adotada para denominar os processos que realizamos durante o período do dia e da noite. É uma maneira de explicar e entender como o organismo funciona: hora de ter fome, hora de estar mais proativo, hora de dormir.


Quando trocamos o dia pela noite, é natural que esse relógio sinta o impacto, pois começa-se uma luta contra o próprio funcionamento orgânico, já que somos seres diurnos, ou seja, estamos acostumados a fazer atividades durante o dia e descansar à noite – com a redução da luz solar, o corpo começa a se preparar para descansar, já que a melatonina, hormônio que induz ao sono, começa a ser produzida em maior quantidade assim que o sol vai embora.



Consequências de quem troca o dia pela noite


Quem prefere ou precisa trabalhar ou estudar durante a noite, vai sentir os impactos a curto, médio ou longo prazo. Estamos falando de ganho de peso, alterações metabólicas, maior predisposição para desenvolver doenças cardíacas e cerebrais, além do favorecimento à diabetes, hipertensão, depressão e ansiedade.


Além de aumentar as chances dos problemas citados, a pessoa irá envelhecer mais rápido que o previsto, pois as reações fisiológicas contra agentes oxidantes também serão alteradas.


Ao cérebro, os danos são consideráveis. Essa troca de dia pela noite pode interferir na formação e descarte de memórias, alterar as funções cognitivas, aumentas as chances de doenças neurodegenerativas e AVC.


O ideal é que não se faça a troca do dia pela noite. Entretanto, se isso for algo inevitável, aqui vão algumas dicas:

- Durma, mesmo que menos que o ideal.

- Se for dormir apenas durante o período diurno, crie um ambiente confortável e favorável, escuridão e silêncio são primordiais.

- Tenha hábitos saudáveis. Não deixe de fazer atividade física e comer corretamente.

- Mantenha uma rotina para seu sono.

- Encare essa necessidade como algo temporário e estipule um prazo para voltar ao ciclo normal.