Dia de combate à hipertensão

O dia 26 de abril é marcado como o dia de combate à hipertensão. Conhecida como “pressão alta”, essa é uma doença silenciosa que acomete mais e mais pessoas a cada ano. Nesta matéria trouxemos informações importantes que poderão te ajudar a combater esse mal.


Dados importantes


Essa é uma data nacional e foi instituída pela lei 10.439/02 para alertar dos riscos que a doença traz.


Já se sabe que a hipertensão atinge cerca de 35% da população brasileira, além de ser responsável por desencadear até 80% dos casos de AVC (acidente vascular cerebral, conhecido como derrame) e 60% dos casos de ataque cardíaco.


O mais alarmante é que metade dos hipertensos não sabe que tem a doença. Isso sim é muito preocupante, pois o paciente que desconhece o mal que lhe acomete não pode, sequer, lutar para mudar esse quadro, permitindo que a hipertensão aja como um inimigo silencioso no organismo.


O que a hipertensão pode causar no corpo?


O portador de hipertensão geralmente tem uma vida sedentária e com uma alimentação errada. Mas há outros fatores que aumentam a pré-disposição à doença. Obesidade, histórico familiar, estresse e envelhecimento estão associados ao problema.


Quando a doença começa a se manifestar, alguns sintomas são comuns: tontura, falta de ar, palpitações, dor de cabeça frequente e alteração na visão. Mas, é importante reiterar que essa é uma doença silenciosa e aferir a pressão com regularidade ajuda a descobrir o problema previamente.


A hipertensão também causa complicações mais severas. Entre elas destacamos o derrame cerebral, também conhecido como AVC, infarto agudo do miocárdio e doença renal crônica. Além disso, a hipertensão pode levar a uma hipertrofia do músculo do coração, causando arritmia cardíaca.


Quais alimentos são os vilões da hipertensão


Não é segredo que o sal é o grande vilão. Entretanto, mais que diminuir o consumo desse tempero, é preciso aprender a ler rótulos de alimentos e se atentar quanto ao nível de sódio presente. O sódio é um componente do sal e também favorece o aumento da pressão arterial.


Frituras, churrasco, embutidos, fast-food, adoçantes... tudo isso é rico em sódio e também precisa ter um consumo controlado.


Além da alimentação, o que você pode fazer para controlar a pressão


Medidas profiláticas sempre ajudam a manter a pressão regulada. Entre elas, a aferição constante, que pode ser feita gratuitamente em farmácias. Além disso, evitar alimentos ricos em sal e sódio, manter uma dieta equilibrada e praticar exercícios físicos favorecem a saúde como um todo.