Fevereiro laranja - leucemia

#leucemia #fevereirolaranja


A leucemia é um tipo de câncer que provoca acúmulo de células doentes na medula óssea - local onde são formadas as células sanguíneas. O Fevereiro Laranja é o mês de conscientização sobre essa doença e serve para nos alertar sobre os sintomas e a urgência do tratamento.

 

Referência pediátrica


A data de 15 de fevereiro é marcada como o Dia Internacional do Câncer na Infância. Aproveitamos o Fevereiro Laranja, que é o mês de conscientização sobre a leucemia, para falar do assunto.


leucemia

Aqui no hospital São Bernardo, nossa pediatria é referência pela estrutura e o atendimento humanizado. Por isso, colocamos em pauta a questão, já que a leucemia é um tipo de câncer que também atinge crianças. Falar sobre é a melhor maneira de alertar sobre essa doença.


A leucemia


Um tipo de câncer agressivo, a leucemia age na medula óssea, justamente onde são formados os glóbulos brancos (leucócitos) - importantes "soldados" do nosso sistema imunológico.


Há vários tipos de leucemia e ela pode se manifestar tanto em homens, quanto mulheres, adultos e crianças.


Tipos de leucemia


Há 4 tipos principais da doença, sendo eles:


Leucemina linfocítica aguda, ALL


Tipo mais comum em crianças pequenas, podendo também surgir em adultos.


Ela ocorre quando as células-tronco sofrem alterações. Vale lembrar que essas células são responsáveis por dar origem aos componentes do sangue. E esses componentes auxiliam na defesa do organismo, oxigenação e defesa contra hemorragias.


Atualmente, a estimativa é de que até 90% das crianças em tratamento fiquem curadas.


Leucemia mielóide aguda, AML


Tipo de leucemia que também ocorre em adultos e crianças, a AML ataca principalmente as células mielóides, que se desenvolvem de uma maneira não esperada, formando células cancerígenas, que não cumprem sua função imunológica no corpo e atrapalham a produção das outras células sanguíneas.


Esse tipo de leucemia tem o nome de "aguda" porque evolui muito rapidamente, atingindo outras estruturas como os nódulos linfáticos, fígado, baço, cérebro, medula espinhal e testículos.


Leucemia linfocítica crônica, CLL


Esse tipo de leucemia é o que chamamos de "lesão adquirida", ou seja, não tem causas hereditárias para as anomalias a surgir nos linfócitos que passam a se proliferar de forma descontrolada e invadem tecidos diversos e a corrente sanguínea.


Esse tipo de leucemia crônica pode propiciar ao paciente anos de vida normal, sem se manifestar.


Leucemia mielóide crônica, LMC


Trata-se de um tipo de leucemia que afeta principalmente adultos. Nesta modalidade da doença, o paciente pode demorar a manifestar os sintomas da doença.


Uma peculiaridade desse tipo de leucemia é que há uma anormalidade genética nos glóbulos brancos do paciente, havendo uma fusão de partes de dois de seus cromossomos.


Causas


As causas para o aparecimento da leucemia são bem definidas pela ciência, sendo: tratamento anterior de câncer (quimio e radioterapia podem causar leucemia em pacientes); distúrbios genético; exposição a alguns produtos químicos (como benzeno); o tabagismo; e histórico familiar.


Sintomas


Os sintomas da leucemia estão ligados à condição de saúde que a pessoa apresenta. Por causar anemia, infecções, hemorragias e ainda febres e calafrios, fadiga, fraqueza, perda involuntária de peso, transpiração excessiva e dor nas articulações.


O Fevereiro Laranja existe para isto: falarmos do assunto e incentivar a busca rápida por ajuda médica em caso de apresentação dos sintomas, para que um médico avalie e solicite exames necessários.