Fevereiro Roxo - Fibromialgia

A fibromialgia é uma doença incurável, tratada pelo médico reumatologista, que se manifesta mais em mulheres de meia idade e tem por característica dores em todo o corpo com sensibilidade nas articulações, tendões, músculos e outros tecidos moles. A fibromialgia é uma síndrome descoberta há pouco mais de 30 anos, diagnosticada clinicamente e que altera a qualidade de vida da paciente, se não tratada.



Como a fibromialgia se manifesta


De repente dores aparecem e se espalham por todo o corpo, com sensibilidade aguçada nos tendões e articulações. São dores sem causa aparente e que insistem em ficar. Associada a elas uma angústia sem explicação, sintomas de ansiedade, depressão e distúrbios do sono. Ao procurar um médico, o diagnóstico: fibromialgia.


As pessoas que têm fibro (apelido “carinhoso” dado pelos próprios pacientes), acordam se sentindo cansadas, ainda que tenham dormido por várias horas. Ela também causa dificuldade de concentração e atenção.


Dores de cabeça recorrentes (ou enxaqueca) também são reclamações constantes entre os portadores da doença, assim como dormência e formigamento nas mãos e nos pés.


Fatores clínicos


Mesmo sem associações comprovadas a hormônios, a fibromialgia é mais comum em mulheres (de cada 10 pacientes, até 9 são mulheres). Ela pode ser genética ou surgir após algum trauma físico ou psicológico. Comum entre os 30 e 60 anos, mas há registros de casos na infância e adolescência.


A doença é recente e não há um exame para o seu diagnóstico, sendo esse feito clinicamente. (Há estudos em andamento para que exames de sangue possam diagnosticar a síndrome, porém ainda não é uma realidade).


Fibromialgia não tem cura, mas tem tratamento. O especialista médico indicado é o reumatologista, que irá prescrever medicações para aliviar os pontos de dor e indicar uma vida mais saudável, com práticas regulares de exercícios físicos, respeitando as limitações da paciente.


A campanha


A busca por ajuda é essencial. Por isso o mês de conscientização sobre a fibromialgia, instituído através do Fevereiro Roxo, que tem por objetivo levar conhecimento às pessoas e incentivo à busca por ajuda.


A campanha também traz informações sobre o lúpus e o mal de Alzheimer; e ainda sobre a leucemia, através do Fevereiro Laranja.