top of page

Genéricos x remédios de marca

No Brasil, os medicamentos genéricos são mais acessíveis financeiramente, mas será que produzem os mesmos efeitos? Entenda.


A medicação genérica


Os remédios chamados de genéricos são comercializados no Brasil há mais de 20 anos. É importante dizer que eles contêm o mesmo princípio ativo dos “medicamentos de marca”, ou seja, produzem os mesmos efeitos.


Esses fármacos só podem ser colocados à venda se passarem pelo controle de qualidade da ANVISA, a Agência de Vigilância Sanitária, um órgão do governo responsável por atestar a qualidade e eficácia do produto.


Por que o genérico é mais barato?


Para entender essa questão, precisamos voltar no ano de 1999, quando os medicamentos sofriam aumentos de preço sequenciais. Naquele ano foi criada a Lei dos Genéricos, que estabelecia aos laboratórios um prazo de 20 anos de exclusividade sobre as fórmulas de suas drogas. Em outras palavras, após 20 anos, qualquer laboratório poderia produzir um medicamento igual. Foi daí que surgiram os genéricos.


O médico até pode receitar um medicamento de marca (de acordo com as leis municipais e estaduais de cada localidade), mas o paciente tem o direito de solicitar ao farmacêutico que troque por um equivalente que custe mais barato.


Comments


bottom of page