O envelhecimento muscular

Já parou para pensar que os músculos envelhecem? Nesta matéria você poderá entender mais sobre o assunto e perceber a importância de mantê-los ativos constantemente.




A idade dos músculos


Já se perguntou por que os atletas se aposentam tão cedo? A resposta mais plausível está no envelhecimento natural dos músculos. Mesmo que a pessoa seja uma atleta de alto rendimento, sua massa muscular não irá responder da mesma forma com o passar dos anos.


O que parece desanimador, na verdade deve ser um incentivo a praticar atividades físicas desde novo e nunca parar, pois se os músculos tendem a não responder da mesma forma com o avanço da idade, eles ficarão ainda mais atrofiados se não forem provocados com constância.


Na pessoa jovem, pequenos estímulos são suficientes para desencadear uma série de processos biológicos responsáveis pelo fortalecimento daquele músculo. Por outro lado, nas pessoas mais velhas, os mesmos estímulos são dados, mas a resposta do organismo não é a mesma e será necessário intensificar os exercícios para ter o mesmo resultado de antes. Entre os 40 e 50 já é possível notar essa perda nas respostas musculares.



Exercícios físicos ao envelhecer


À medida que envelhecemos, a atividade física tende a ser mais moderada, mas não pode ser interrompida. É claro que os músculos não serão os mesmos de quando se é jovem, mas os exercícios são fundamentais e representam uma redução de pelo menos 20% quanto à possibilidade do idoso se tornar incapaz.


Na juventude, para alguns, a busca é por estética, resistência, velocidade e força. A saúde acaba sendo beneficiada também. Mas depois dos 50, tenha em mente que, embora os objetivos sejam outros, é preciso trabalhar a musculatura, sim! Você não está treinando para uma competição, é verdade. Mas entenda que o foco agora é em sua saúde e nas suas funções vitais. Portanto, independentemente de quantos tenha, faça atividades físicas sempre.