top of page

O que é o AVC

O acidente vascular cerebral, chamando de AVC ou derrame, acontece quando há a alteração do fluxo de sangue no cérebro. Entenda melhor sobre essa condição nesta matéria.



Os tipos de AVC


Há dois tipos de acidente vascular cerebral: o isquêmico e o hemorrágico.


AVC isquêmico: esse tipo de AVC é o mais comum e representa cerca de 80% dos casos. Nele, há um entupimento em um vaso sanguíneo, ocasionando uma trombose (formação de placas na artéria principal do cérebro); ou embolia (quando uma placa de gordura originada em outra parte do corpo se solta e chega aos vasos cerebrais através da corrente sanguínea).


AVC hemorrágico: nesse tipo da doença há o rompimento de vasos sanguíneos no interior do cérebro; ou entre o cérebro e as membranas que o revestem. Em ambos os casos há um aumento da pressão intracraniana, dificultando a circulação normal do sangue. É o tipo mais letal do problema.


Sintomas e sinais de alerta


É importante conhecer os principais sintomas de um AVC para identificar o problema e buscar ajuda médica o quanto antes.


As principais manifestações são fortes dores de cabeça, acompanhadas de vômito; fraqueza ou dormência na face, braços e pernas; paralisia ou dificuldade de se movimentar; perda súbita da fala; perda da visão ou dificuldade de enxergar; perda do equilíbrio e coordenação motora; tontura.


Fatores de risco


Algumas doenças ou hábitos favorecem o aparecimento do problema, como: hipertensão, diabetes, tabagismo, uso de álcool e drogas ilícitas, estresse, colesterol desregulado, doenças cardiovasculares, sedentarismo e problemas relacionados ao sangue.


O ideal é manter uma dieta equilibrada, monitorar os níveis de glicemia no sangue, fazer atividade física e ter uma vida sem muito estresse.


E ao menor sinal de manifestação de um AVC, procure ajuda média.




Comentarios


bottom of page