Preparativos de cirurgia

Os preparativos de uma cirurgia não envolvem apenas ficar deitado na maca e ser anestesiado. É preciso haver preparações físicas e mentais, que contribuirão significativamente para a realização do procedimento e a recuperação do paciente.




Procedimento invasivo


Por mais que os procedimentos cirúrgicos sejam feitos em ambientes esterilizados e realizados por pessoas altamente capacitadas e treinadas, não deixa de ser algo invasivo e agressivo ao corpo, que será cortado ou perfurado e se submeterá a alterações internas de órgãos e tecidos. É preciso estar preparado para isso.


Uma cirurgia é indicada como uma solução extrema para problemas insolúveis com medicamentos ou outros tipos de tratamento e terapia. Ter o paciente apto e seguro é uma forma de manter a equipe médica também segura do que será feito.



Preparativos


O preparo psicológico é o primeiro passo. O paciente deve se submeter a terapias se necessário, pois nervosismo, insegurança ou desconfiança são emoções que não irão contribuir positivamente para o procedimento. Um cirurgião pode se sentir muito mais habilitado a fazer aquele procedimento diante de um paciente otimista, por exemplo.


Nós, seres humanos, temos a capacidade de captar as emoções alheias. Se elas forem positivas e altruístas, pode ter certeza que todos na sala cirúrgica estarão mais tranquilos para fazer o trabalho.


Além das questões emocionais, devemos nos atentar aos fatores físicos e aos hábitos do paciente, como por exemplo sua alimentação. Sempre indicamos uma melhor conduta alimentar nesse período que precede a cirurgia: comer menos gorduras e açúcares e parar de ingerir bebidas alcóolicas pode, sim, interferir a favor do sucesso cirúrgico.


Rever o estilo de vida também influencia. Sedentarismo e estresse são fatores que alteram o sistema imunológico e o equilíbrio orgânico da pessoa. Não tenha dúvida que um paciente assim irá se recuperar com mais dificuldade.


Outro fator importante é o uso de medicamentos. Informe sempre ao seu médico todos os remédios que usa, pois alguns devem ser suspensos dias antes da operação.


Essas são pequenas mudanças, possíveis à maioria dos pacientes, que irão garantir um sucesso maior no procedimento e no pós-operatório.