A primeira consulta ginecológica

Quando é a hora certa para o primeiro contato da menina com o médico especializado em ginecologia? Entenda sobre o assunto nesta matéria.



Autoconhecimento


Em primeiro lugar, é preciso entender o objetivo da consulta ginecológica. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, ela não tem ligação exclusiva com o início da vida sexual ou métodos contraceptivos. Claro, são questões também discutidas no consultório, mas a ginecologia existe para tratar da saúde feminina.


Questões como secreção ou corrimento vaginal, dúvidas sobre o uso do preservativo, o que é o coletor menstrual e como utilizá-lo, objetivo do exame Papanicolau, entre outros assuntos, são abordagens próprias para uma consulta com o médico ginecologista, que ajudará a paciente no processo do autoconhecimento.


Portanto, procurar esse profissional antes do início da vida sexual ou da primeira menstruação é muito importante. É uma forma de ajudar a adolescente a compreender sua saúde íntima, realizar a higiene corretamente e escolher o método menstrual que ela considere mais adequado dentro da sua realidade.


A primeira consulta


Como a primeira consulta será conduzida, dependerá de cada profissional. Em alguns casos pode haver exame físico, em outros, não. Mas apenas uma boa conversa pode ser útil para quebrar algum bloqueio e esclarecer dúvidas.


A paciente deve estar confortável e sentir confiança no(na) profissional escolhido(a), para que ele ou ela a acompanhe por muitos anos.


O médico deve respeitar o sigilo com a paciente, mesmo que essa seja menor de idade. Ele também não pode comentar sobre os atendimentos quando mais de uma paciente for do mesmo núcleo familiar.