Puberdade precoce nas meninas

A puberdade é a fase de transição entre a infância e a adolescência. Quando acontece precocemente pode causar desconfortos e dúvidas nas meninas. O que fazer? Veja mais sobre o assunto nesta matéria.





Puberdade


Biologicamente, essa fase é considerada o amadurecimento do corpo, que se prepara para a procriação. Os seios crescem, aparecem os pelos e surge a primeira menstruação, que é o evento que marca o fim da puberdade e início da adolescência.


As meninas estão menstruando cada vez mais cedo. A ciência ainda não sabe explicar isso, mas acredita-se que fatores ambientes possam incentivar esse aceleramento do processo. Ao menstruarem, elas também entram no período fértil da vida, favorecendo o aparecimento de gravidezes precoces. Mas a questão vai muito além disso, já que o evento mexe com o organismo, física e mentalmente.



Puberdade cedo demais


Atualmente, podemos dizer que os sinais da puberdade começam por volta dos 10 anos e a primeira menstruação vem até os 12 anos. Esses são dados considerados normais para os padrões de hoje, mas que, se comparados com o passado, já seriam considerados precoces.


Quando a menina começa a ter as manifestações citadas antes dos 10 (em alguns casos até antes dos 8), dizemos que há uma puberdade precoce. Isso pode levar ao aparecimento de mamas e pelos, além de um crescimento muito rápido em garotas muito pequenas. A pele pode ficar oleosa e com acne; odores nas axilas e mudanças de comportamento também são esperados.



O que fazer?


Quando a puberdade vier cedo demais, é importante submeter a criança a uma avaliação médica com o pediatra, que poderá encaminhá-la a um endocrinologista. O especialista poderá, entre outras ações, sugerir a interrupção da puberdade para evitar problemas maiores.


O aumento na produção hormonal pode gerar algumas consequências: crescimento descontrolado (a menina cresce rápida e repentinamente, mas para de crescer muito bruscamente também); a sexualidade pode ser precoce, sem um preparo psicológico adequado; essa exposição hormonal antes da hora também interfere na saúde mental, podendo deixar a criança mais deprimida e rejeitada pelas amigas.


Há ainda estudos, não conclusivos, que relacionam a puberdade precoce a alguns tipos de câncer na idade adulta.


Caso o fato aconteça, buscar ajuda médica é muito indicado.