top of page

Dá para reduzir a febre sem medicamento?

Um estado febril sempre preocupa, né? Existem algumas atitudes que contribuem para reduzir a febre, mas é importante estar atento a alguns sinais. Entenda melhor.



A febre


Reduzir a febre sem o uso de medicamentos pode ser útil em situações em que não há acesso imediato a medicamentos ou se você preferir abordagens não farmacológicas. No entanto, é importante salientar que se a febre for muito alta ou persistente, ou se houver outros sintomas preocupantes, é essencial procurar atendimento médico.


Aqui estão algumas estratégias para ajudar a reduzir a febre sem recorrer a medicamentos:


Descanse: o corpo precisa de energia para combater infecções e se recuperar, por isso é crucial descansar quando se tem febre.


Beba líquidos: a febre pode levar à desidratação, então beber bastante água, sucos, chás e caldos pode ajudar. Além de prevenir a desidratação, líquidos podem ajudar a resfriar o corpo.


Roupas leves: evite usar muitas roupas ou cobertores pesados, mesmo que sinta frio. Coberturas pesadas ou roupas quentes podem reter o calor do corpo, fazendo a febre subir. Use roupas leves e cobertores finos.


Banho morno: tomar um banho em água morna ou usar uma compressa morna pode ajudar a baixar a temperatura do corpo. Evite usar água muito fria, pois pode causar calafrios, o que pode aumentar a febre.


Ambiente fresco: mantenha o ambiente fresco, mas não excessivamente frio. Use um ventilador em baixa velocidade, se necessário.


Evite o álcool: nunca use álcool para esfriar a pele ou dar banhos, pois pode ser absorvido pela pele e causar toxicidade.


Alimentação leve: coma alimentos leves e de fácil digestão. O corpo precisa de energia para combater a febre, mas alimentos pesados podem sobrecarregar o sistema digestivo.


Lembre-se de que a febre é uma resposta natural do corpo a uma infecção ou doença, servindo como um mecanismo de defesa para combater patógenos. Portanto, a febre, por si só, não é necessariamente algo ruim. No entanto, febres muito altas ou prolongadas, especialmente em crianças, idosos ou pessoas com condições de saúde comprometidas, podem ser perigosas e exigir atenção médica.


Em todos os casos, se estiver preocupado com a febre ou outros sintomas, é sempre a melhor decisão procurar orientação médica.



Comments


bottom of page