O Rio de Janeiro

#riodejaneiro #cidademaravilhosa #curiosidades


Cidade Maravilhosa, antiga capital do Brasil, um dos municípios mais antigos do país. São muitas as histórias que envolvem o Rio de Janeiro. Nesta pequena matéria, resumimos um pouco do muito que nosso Rio traz de melhor.



História


Motivado pela disputa entre portugueses e franceses pelas novas terras, em 1º de março de 1565 o desbravador Estácio de Sá deu início à baía de Guanabara, fundando o que hoje conhecemos como Rio de Janeiro.


Os franceses, vendo que o domínio português se restringia ao litoral nordestino, estabeleceram-se em ilhas cariocas. Os portugueses conseguiram expulsá-los, mas viram que precisavam se estabelecer no local para evitar novas invasões.


Inicialmente a cidade recebeu o nome de São Sebastião do Rio de Janeiro, em homenagem a D. Sebastião, então rei de Portugal. Já a nomenclatura “rio” aconteceu por um equívoco dos navegadores, que acreditavam estarem chegando na foz de um rio e não em uma baía. E a parte do “janeiro”, como você pode deduzir, é porque tudo isso aconteceu no primeiro mês do ano.


Pouco tempo depois, os portugueses nomearam a cidade como sede do governo da colônia. E a condição de “capital” permaneceu até a década de 1960, quando o presidente JK transferiu a capital para Brasília.


Turismo


A cidade hoje é a segunda maior do país, estando apenas atrás de São Paulo em número de habitantes. Os mais de 6 milhões de cariocas se veem misturados aos quase 2 milhões de turistas que visitam a capital fluminense anualmente – tornando-a o maior destino turístico nacional e de todo hemisfério sul.


Além de movimentarem a economia local, os visitantes podem contemplar os diversos pontos turísticos que tornaram o Rio famoso mundialmente.


O Pão de Açúcar, o Cristo Redentor (uma das sete maravilhas do mundo moderno), praias de Copacabana, Ipanema e Tijuca, o Jardim Botânico, o Maracanã, a Lapa... são muitos os lugares a serem visitados e admirados no Rio de Janeiro.


Cidade maravilhosa


De onde e como surgiu essa nomenclatura? Bem, há várias teorias, mas a mais aceita é a de que o jornal “O Paiz”, de 1904, durante o carnaval, teria usado esse nome para definir o Rio de Janeiro. A partir daí, vários escritores e jornalistas se apropriaram do termo, que ganhou popularidade.


André Filho então compôs em 1935 a marchinha “Cidade maravilhosa, cheia de encantos mil, cidade maravilhosa, coração do meu Brasil”. Isso fez com que a expressão ganhasse um divulgação enorme, tornando o apelido um sinônimo do Rio.