Hipertensão na juventude

#hipertensao #juventude


Não é tão comum, mas a hipertensão pode atingir crianças e adolescentes. Nesta matéria explicaremos sobre o assunto, dizendo como e porque essa condição acomete pacientes tão jovens.



Fatores causadores


A hereditariedade é uma primeira explicação. Filhos de pais hipertensos têm maiores chances de desenvolver a doença ainda jovens, se comparados a pessoas que não tem esse fator genético.


O estilo de vida também pode influenciar. Hoje em dia, o consumo de embutidos e enlatados, além de gorduras saturadas e alimentos ricos em sódio, está muito comum. Macarrão instantâneo, refrigerante, fast-food, frituras... nada disso é saudável e, se consumidos em excesso, podem prejudicar diretamente a saúde ainda na infância, inclusive levando a quadros de hipertensão. É preciso incentivar os pequenos a terem hábitos saudáveis, inserindo em suas refeições diárias alimentos ricos em nutrientes, além de incentivar a prática de exercícios e brincadeiras que estimulam a movimentação física.


Outra causadora é a hipertensão secundária, ou seja, a pressão sofre alteração por conta de outra doença pré-existente, como estenose de artéria renal, coarctação de aorta, hiperaldosteronismo primário, apneia do sono, doença renal, feocromocitoma e hipertireoidismo. Se o paciente tem alguma dessas condições, precisa monitorar a pressão arterial com constância.


Sintomas da hipertensão na juventude


Quando a doença começa a se manifestar, é muito difícil ser notada. Hipertensão é chamada de inimiga invisível não é à toa. Quando já se encontra em um estágio mais avançado, ela causa os seguintes sintomas: dor de cabeça, tontura, falta de ar, palpitação, zumbido nos ouvidos, visão turva e cansaço excessivo são indicações de pressão alta.


Diante disso, alguns órgãos podem ser comprometidos. Entre eles: rins, coração, cérebro, além dos vasos sanguíneos. Há riscos de infarto, AVC, insuficiência renal e prejuízo do fluxo sanguíneo.


A dica principal é estar atento(a) ao estilo de vida do seu filho(a). Isso poderá interferir diretamente em sua saúde.