Vitamina D na gestação

A vitamina D é de extrema relevância para o desenvolvimento do feto. Entenda como esse nutriente afeta, positivamente, a vida desde a gestação.



Vitamina D


Esse é um nutriente que pode, sim, ser encontrado em alguns alimentos, mas a sua principal fonte é a luz solar. Quando estamos expostos à radiação do sol, nosso organismo sintetiza essa substância, que interfere em vários aspectos da saúde. Para que isso aconteça, é preciso estar exposto ao sol, sem proteção, em horários seguros, ou seja, antes das 10h da manhã e após às 16h.


A vitamina D também é encontrada na gema do ovo, no bife de fígado, em alguns peixes (atum, sardinha, salmão), em leites e queijos enriquecidos, nos cogumelo e nas ostras.


Entre as consequências da falta do nutriente no organismo, estão comprometimento do sistema imunológico, enfraquecimento dos ossos, sensação de fadiga e mal-estar, dores musculares, diabetes, obesidade e até esclerose múltipla. Mas e durante a gestação, também faz falta?


Vitamina D durante a gestação


Um experimento realizado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, em São Paulo, mostrou que a ausência da vitamina D durante a gestação pode comprometer o desenvolvimento muscular do feto.


Essa descoberta abre precedentes para novas hipóteses sobre a origem de doenças relacionadas à deficiência de massa muscular, inclusive na fase adulta, que pode ter ligação com os nutrientes obtidos durante a gestação.


Portanto, tomar sol regularmente e em horários seguros; e ter uma alimentação com fontes de vitamina D durante o período da gravidez pode ser muito positivo para o futuro da criança.