Covid afeta o sono?

#covid #sono


Uma doença surgida há pouco tempo, mas que já está presente na realidade de quase todo o mundo. Milhões de infectados estão lutando pela vida, enquanto a ciência tenta erradicar o problema com estudo e vacina. Você já sabe que covid afeta o sistema respiratório. Mas e o sono?



A relação da covid com o sono


Mais que falar em como a covid prejudica o sono, precisamos dizer, desde já, que o sono prejudica a covid. A melatonina, hormônio produzido durante o sono, pode ser um elemento-chave na prevenção da doença – é o que mostram estudos recentes. Tal hormônio influi positivamente no sistema imunológico e se mostrou eficaz também contra o novo coronavírus.


Por outro lado, sim, a covid prejudica o sono. A começar pela ansiedade natural que uma pandemia gera, deixando muita gente apreensiva. Isso pode acarretar insônia. Junto a essa questão, estudos britânicos mostraram que pessoas infectadas com covid relataram dificuldade de dormir durante o período infeccioso e após a recuperação também.


Essa é uma doença que pode afetar o sistema nervoso. Médicos ingleses temem que a sequela da insônia dure anos na vida do paciente recuperado.


É verdade que ainda não está totalmente clara a relação de como o novo coronavírus afeta o sono e como o sono afeta a doença. O vírus é capaz de alterar processos delicados do sistema nervoso, em muitos casos de formas imprevisíveis, às vezes criando sintomas que podem perdurar. Por isso, acreditamos que avaliar melhor a relação entre imunidade e o sistema nervoso pode ser fundamental para compreender a covid-19 e preveni-la.