top of page

Grávidas podem comer peixes?

A toxoplasmose é uma doença causada por um parasita que é encontrado em alguns alimentos, dentre eles o peixe. Daí a dúvida: grávidas podem ingerir peixes tranquilamente? Entenda melhor na matéria de hoje.



A toxoplasmose


A toxoplasmose é uma doença causada pelo parasita Toxoplasma gondii, que pode infectar humanos e outros animais, incluindo pássaros e mamíferos, como gatos, que são os principais hospedeiros definitivos do parasita. A infecção em humanos geralmente ocorre ao ingerir água e alimentos contaminados, que geralmente se dá por carnes malcozidas e peixes de água doce e salgada.


A maioria das pessoas que contrai toxoplasmose não apresenta sintomas, pois o sistema imunológico consegue controlar a infecção. No entanto, em indivíduos com o sistema imunológico comprometido, como pacientes com HIV, mulheres grávidas ou pessoas com doenças imunossupressoras, a toxoplasmose pode se tornar mais grave e até mesmo potencialmente fatal.


Baseado em estudos científicos, é possível dizer que o risco de se contrair toxoplasmose por meio do consumo de peixe é baixo, especialmente quando se trata de peixes frescos e bem cozidos. Para garantir a segurança ao consumir peixe durante a gravidez, recomenda-se seguir algumas orientações, a saber: prefira peixes frescos e de qualidade, evitando peixes crus ou mal cozidos de origem duvidosa; dê preferência a peixes de água salgada, como salmão, truta, sardinha e atum; lave bem as mãos e utensílios após o manuseio de peixes crus, para evitar “contaminação cruzada”.


Quando a mãe é infectada, ela pode passar a toxoplasmose para o bebê. Esse, por sua vez, pode ter alterações cerebrais, hidrocefalia, alterações na retina, alterações no desenvolvimento neuropsicomotor e até vir a óbito.


Em resumo, as gestantes podem ingerir peixe, desde que observadas todas as condições de higiene. Em caso de dúvidas, converse com o seu médico de referência e mantenha os seus exames pré-natais em dia.


Commenti


bottom of page