top of page

Queda capilar

A queda de cabelo, cientificamente conhecida como alopecia, é um fenômeno que pode afetar tanto homens quanto mulheres em diferentes fases da vida e por variados motivos.



Causas da queda


O cabelo tem um ciclo natural de crescimento, repouso e queda, e é normal perdermos diariamente de 50 a 100 fios. No entanto, quando essa quantidade se torna mais expressiva e constante, é importante investigar as possíveis causas.


Genética (alopecia androgenética): este é o tipo mais comum de perda de cabelo, principalmente entre os homens. Ocorre devido a uma predisposição genética combinada com a ação do hormônio di-hidrotestosterona (DHT) sobre os folículos capilares, fazendo com que eles se tornem mais finos e mais curtos ao longo do tempo.


Estresse físico ou emocional: eventos traumáticos, como acidentes, cirurgias ou doenças graves, podem levar à queda temporária de cabelo, conhecida como eflúvio telógeno. O estresse emocional, embora menos comum, também pode resultar na queda dos fios.


Desbalanço hormonal: condições como a síndrome do ovário policístico, menopausa, gravidez e disfunções da tireoide podem alterar o equilíbrio hormonal, levando à queda de cabelo.


Deficiências nutricionais: a falta de nutrientes essenciais, como ferro, zinco, proteínas e vitamina B12, pode afetar a saúde do cabelo e resultar em sua queda.


Tratamentos médicos e medicamentos: algumas medicações, como antidepressivos, anticoagulantes e medicamentos para pressão alta, podem causar queda de cabelo como efeito colateral. Além disso, tratamentos como quimioterapia frequentemente resultam em perda temporária de cabelo.


Doenças autoimunes: a alopecia areata é um tipo de queda de cabelo causada por uma reação autoimune, na qual o sistema imunológico ataca os folículos capilares.


Tratamentos capilares e penteados: tratamentos químicos, como alisamentos e tinturas, ou penteados que puxam o cabelo com força (como tranças apertadas) podem danificar o cabelo e o couro cabeludo, levando à sua queda.


Condições dermatológicas: problemas como dermatite seborreica, psoríase no couro cabeludo e infecções fúngicas podem resultar em queda de cabelo.


Em face de qualquer sinal de queda acentuada de cabelo, é fundamental buscar orientação médica, preferencialmente de um dermatologista, para identificar a causa e iniciar o tratamento mais adequado. O diagnóstico preciso é essencial para garantir a eficácia do tratamento e prevenir a progressão do quadro.


Commenti


bottom of page