top of page

Doenças típicas do inverno: aprenda as diferenças entre bronquite, pneumonia e asma

Durante o inverno, é comum o surgimento de doenças respiratórias como asma, bronquite e pneumonia. Aprenda a diferenciar umas das outras.



Doenças respiratórias


As doenças de inverno são condições respiratórias que se tornam mais prevalentes durante os meses mais frios do ano. Entre as mais comuns estão a asma, a pneumonia e a bronquite, todas apresentando um impacto significativo na saúde das pessoas, especialmente entre crianças, idosos e indivíduos com sistema imunológico comprometido. Durante o inverno, o ar frio e seco, além da maior permanência em ambientes fechados e mal ventilados, favorece a disseminação de vírus e bactérias, contribuindo para o aumento desses problemas respiratórios.


A asma é uma doença crônica que afeta as vias respiratórias, causando episódios recorrentes de falta de ar, chiado no peito e tosse. No inverno, os sintomas da asma podem ser desencadeados ou agravados pelo ar frio, poluição e infecções virais, como gripes e resfriados. É crucial que os asmáticos mantenham um acompanhamento regular com um médico, utilizem corretamente os medicamentos prescritos e tomem medidas preventivas, como evitar ambientes com fumaça e manter a casa bem arejada, para controlar a doença e evitar crises severas.


A pneumonia é uma infecção dos pulmões que pode ser causada por vírus, bactérias ou fungos. No inverno, a incidência de pneumonia aumenta devido à maior circulação de agentes infecciosos e à baixa imunidade das pessoas. Os sintomas incluem febre alta, tosse com catarro, dor no peito e dificuldade para respirar. A pneumonia pode ser especialmente perigosa para idosos e pessoas com doenças crônicas, sendo vital a prevenção através da vacinação, higiene adequada das mãos e cuidados ao se expor a temperaturas muito baixas. O tratamento geralmente envolve o uso de antibióticos, repouso e muita hidratação.


A bronquite, por sua vez, é a inflamação dos brônquios, os canais que levam ar aos pulmões, e pode ser aguda ou crônica. A bronquite aguda é geralmente causada por infecções virais e é mais comum no inverno. Seus sintomas incluem tosse persistente, produção de muco, fadiga e dor no peito. Já a bronquite crônica, frequentemente associada ao tabagismo, é uma condição a longo prazo que pode levar a complicações graves se não tratada adequadamente. Para ambas as formas de bronquite, é essencial evitar fatores irritantes, manter-se hidratado e seguir as orientações médicas para aliviar os sintomas e promover a recuperação. A prevenção e o cuidado com essas doenças são fundamentais para manter a saúde respiratória durante os meses mais frios.



Comentários


bottom of page