top of page

Quando a gordura interfere nos músculos

Você já ouviu falar em mioesteatose? Na matéria de hoje você entenderá um pouco mais sobre esse tema tão importante para a nossa saúde.



Os prejuízos da gordura para o corpo


A gordura corporal, quando em excesso, pode se infiltrar nos músculos: sabia desse fato? Isso pode acontecer tanto em volta das fibras musculares como dentro delas. Quando isso ocorre, damos o nome de mioesteatose.


Um estudo que foi publicado há pouco tempo pela revista Radiology aponta que adultos com acúmulo de gordura nos músculos têm um risco aumentado de morte, similar ao relacionado a tabagismo ou diabetes.


É preciso entender a mioesteatose como sendo uma infiltração gordurosa intramuscular correlacionada com a obesidade, com o diabetes, com sarcopenia (diminuição da massa muscular) e também com doenças cardiovasculares.


A obesidade, o sedentarismo, o envelhecimento, o diabetes e a síndrome metabólica podem levar ao acúmulo de gordura nos músculos da mesma forma que ocorre com o acúmulo de gordura no fígado. Quando a gordura começa a ocupar o espaço dentro da fibra muscular, o músculo fica doente, inflamado e começa a perder a qualidade, a força e a mobilidade.


O que preocupa é que quando o músculo contrai, ele libera uma série de substâncias que regulam toda nossa saúde óssea, cardiovascular, metabólica e até nossa neuroplasticidade. Um músculo com muita gordura não funciona direito e, perdendo função, não vai executar as tarefas motoras e secretora de hormônios de forma adequada.


E a mioesteatose é um inimigo silencioso, pois não produz sintomas evidentes, tampouco em seu estágio inicial. Se você está acima do peso e tem uma rotina sedentária, é hora de olhar com mais responsabilidade para a própria saúde, adotar uma dieta equilibrada e começar a fazer atividade física regularmente, além de visitar o seu médico de referência.

Comments


bottom of page